Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário de uma Pandemia

Diário de uma Pandemia

Abril 06, 2020

Paulo Pinto

Dia 24, 6 de abril. É segunda-feira. 311 vítimas mortais, num total de 11730 infetados. Os números começam a parecer semelhantes e indiferentes. Das dezenas para as centenas e milhares, e agora na ordem das dezenas de milhar. Há abrandamento e continua-se a falar na "curva". Não se sabe ainda o que significa e se é real. Parece, contudo, haver alguma unanimidade em torno da ideia de que as cifras, muito longínquuas do que se passa em Espanha e Itália (para nem falar dos EUA), ficam a dever-se à imposição do isolamento em data precoce. É também o que menciona a imprensa internacional. Resta saber se o SNS vai aguentar o que ainda aí vem. Há muitos relatos de falta de equipamento, de máscaras e luvas, há denúncias de atrasos e de carências. Parece a todos sensato de que médicos, enfermeiros, pessoal auxiliar, são a "linha da frente" que não pode colapsar. Não ouvi falar de situações de rutura. A ver vamos, parece haver algum otimismo reservado. Pelo menos, é o que transparece nas redes sociais.

Segunda feira é dia de retoma de rotinas de trabalho. Comecei a fazer um puzzle no meio da sala. Um razoavelmente grande, de 1500 peças. No fim de semana praticamente não peguei em trabalho. No sábado estive todo o dia de volta da mesa e das peças. Focar a concentração, aliviar a presão durante algumas horas. Hoje foi a retoma. Tudo atrasado. Não sei se é atrasado, é parado. Não sei se tenho tempo suficiente para compensar os atrasos, simplesmente porque desconheço se os projetos ainda estão de pé e se são válidos. Deadlines? Prazos? Tudo difuso.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub